Kit de viagem para bebê: o que você precisa levar nas primeiras férias

Kit de viagem para bebê: o que você precisa levar nas primeiras férias


Desde já, é preciso saber de uma coisa: a mala do seu filho pode ser muito maior do que a sua!

 

As férias são dias muito aguardados pelos pais para passar uns dias longe do trabalho, relaxando e vivendo novas experiências em uma viagem inesquecível. Para o bebê, esse período é pouco diferente, mas não impede a família de viajar e aproveitar os momentos juntos.

Ao contrário dos pais, é provável que os pequenos não se lembrem da primeira viagem, mesmo que ela seja muito boa. Isso porque a memória dos seres humanos só está completamente formada aos três anos de idade.

Além disso, o pequeno sairá da rotina. Em viagens, é comum que os horários de comer, dormir e tomar banho, que são velhos conhecidos do bebê, mudem completamente. Para ele, isso quer dizer que não saberá o que esperar a seguir, deixando-o mais irritado durante o dia e menos disposto a explorar com os pais.

Apesar disso tudo, viajar é muito benéfico para os bebês, desde que eles tenham mais de três meses de vida. Em novos locais, elas se deparam com novos sentidos, adquirem mais resistência a mudanças e podem desfrutar de um ar mais limpo.

Para que tudo isso aconteça na viagem desse ano, é preciso escolher um destino que possa acolher o bebê, e, o mais importante: colocar na mala tudo o que faça o seu filho se sentir em casa, mesmo estando do outro lado do mundo!

Para onde ir?

O local que a família vai passar as férias impacta no aproveitamento desses dias para o bebê. Alguns locais são mais atrativos para os pequenos de zero a dois anos, enquanto que, em outros, eles podem se sentir desconfortáveis na maior parte do tempo.

Praia

Cidades litorâneas são ótimos destinos para as crianças, pois elas têm espaço para brincar e diversas experiência para sentir na pele. E ainda, os pequenos adoram água, portanto, vão se divertir no mar.

Entretanto, a exposição ao sol deve ser um fator de preocupação dos pais, assim como a proximidade do bebê com o mar sem a supervisão de um adulto. Prefira as praias que oferecem infraestrutura, como banheiros e quiosques, para garantir a higiene e alimentação dos pequenos.

Interior

Ir para o interior significa desfrutar do ar puro, o que pode fazer muito bem para os pequenos que vivem com problemas respiratórios. Dependendo da idade da criança, ela gostará de conhecer os animais que vivem na região.

Em locais mais afastados, como montanhas e serras, a presença de insetos pode ser um perigo para os bebês. Além disso, os papais devem se certificar que não estão esquecendo nada, pois nem sempre os estabelecimentos comerciais estarão à disposição como nas cidades grandes.

Neve

Ao contrário do que muitos pais brasileiros pensam, tudo bem expor os pequenos às baixas temperaturas, afinal, isso acontece em muitos países! Entretanto, é essencial que eles estejam muito bem protegidas da neve, da chuva e de rajadas de vento.

Para isso, vesti-los adequadamente é obrigatório! Antes de partir para o seu destino, adquira roupas especiais para o clima, além de toucas, luvas e meias para as extremidades do corpo. Se preferir, coloque na mala roupas suficientes para vestir as crianças em camadas.

O que levar?

Cada destino possui características próprias, portanto, a mala precisa ser adaptada. Por outro lado, alguns itens compõem o “kit de sobrevivência” e são básicos para a temporada de férias com os bebês.

Bolsa do bebê

Uma bolsa do bebê contém, basicamente: fraldas, lenços umedecidos, pomada, mudas de roupas, itens de higiene, fralda de pano, manta, protetor solar, brinquedos, mamadeira, chupeta e comidinhas.

Pensar na mala de viagem como uma grande bolsa do bebê pode ajudar as mamães a arrumar uma boa parte dos itens que ele vai precisar durante as férias. Considere o tempo que a família vai passar fora de casa para levar a quantidade certa de tudo.

Remédios

Você com certeza já possui uma “farmacinha” em casa com todos os remédios que o bebê está tomando ou que foi autorizado pelo médico a tomar. Leve-os para a viagem em família em caso de emergência, sem esquecer do termômetro, soro fisiológico e kit de primeiros socorros.

Documentos

Dependendo do meio de transporte utilizado para a viagem, a apresentação da certidão de nascimento ou passaporte será necessária. Por precaução, leve também a carteirinha do convênio, caso o pequeno possua.

Berço desmontável 

Nem sempre os hotéis, pousadas ou casas alugadas contam com um local adequado para o seu filho dormir, então, inclua o item na mala. O berço desmontável é prático e transportar, seguro para acomodar o bebê e confortável para as noites de sono.

Piscininha inflável

Nas viagens, a piscina até pode ser usada para o bebê se divertir, porém, ela pode servir como banheira para o banho diário, já que, assim como o berço, nem sempre os locais de hospedagem têm esse item disponível para o bebê.

Carrinho

Essencial para a locomoção, o carrinho de bebê permite que o seu filho tire uma soneca durante os passeios e, ainda, dê um descanso ao colo dos papais. Prefira os modelos compactos, mais fáceis de colocar na mala, e que possuem proteção contra chuva, evitando encerrar o passeio mais cedo devido ao mau tempo.

Comments

comments

+ Sem comentários ainda

Comente!