3 dias e a chegada dela…

3 dias e a chegada dela…


Olha, antes de começar ressalto que escrevo isto no celular. Deitado em minha cama, cansado, acabado, exausto… e indescritivelmente feliz, pois ela chegou.
Não acredite em tudo o que dizem por aí sobre a chegada do seu bebê. É sério. Alguns dizem que a sua vida vai acabar e outros dizem que é a oitava maravilha do mundo. Pra ser sincero, não é nem um e nem outro, mas é a melhor coisa que pode te acontecer na vida.
Vou começar esse post contando como foi a ida para a maternidade até a volta para casa.
    Acordaram que horas?
Acordamos as 5 horas da manhã do dia 1 de Agosto de 2014 e chegamos as 6 horas em ponto no hospital. Assinamos a papelada e já subimos para o quarto. Aguardamos até as 8:40 para que a minha esposa fosse chamada para o centro cirurgico.
Eu a acompanhei, e fui orientado a vestir a roupa necessária com touca a máscara para entrar na sala de parto. Aguardei mais uns 20 minutos até que fosse feito todos os procedimentos. (foi cesariana)
Logo fui chamado para assistir o parto. Não tenho problemas com cortes e sangue, mas não olhei a cirurgia para não correr o risco de desmaiar, vai que… eu acordo no quarto 2 horas depois.
Acabei por filmar o parto quando ela estava para nascer (está ao final do post), e cara.. é algo que não vou conseguir te explicar, você vai precisar assistir ao parto da sua esposa pra poder entender todo o carnaval de sentimentos que é isto.
Ela nasceu com 2,950kg e 48cm. Demorei muitos minutos pra digerir toda a informação daqueles poucos minutos que haviam se passado desde a vinda dela ao mundo. Não conseguia entender e estava em estado de choque. Me perguntava o que fazer, e como fazer… Nunca gostei de segurar bebês por medo de fazer algo errado, ou por dispertar a ira do choro… Mas com a Helena foi diferente. Dizem que o ser humano não age instintivamente, mas eu agi sim. A peguei no colo, sem medo e seguro de mim mesmo. Olhei naqueles lindos olhos de cor de jabuticaba, e quando ela me olhou de volta (mesmo sabendo que ela só enxerga vultos), eu desmoronei… e a minha ficha caiu ali.
Não existe esse negócio de “virada de chave da vida” ou “deixar de ser menino e virar homem”. Odeio essas frases de “impressão” superior. Quando ela chega, é simplesmente uma nova fase na vida… e quando o seu bebê chegar, você vai agir como se ele estivesse ali a vida toda.
    E depois que ela nasceu, o que aconteceu?
Eu aguardei 2 horas no quarto (acordado, sem desmaios) enquanto ela aguardava em um outro lugar, a anestesia passar. Quando digo quarto, é a enfermaria.
Ela chegou na maca e a bebê no carrinho. Me perguntava novamente o que fazer. As enfermeiras ajudam muito nos processos que são necessários para que a mamãe e o bebê tenham alta. Mas os 3 dias no hospital, foram um inferno.
Normalmente nesses primeiros dias a mamãe pode não conseguir produzir leite, e apenas algumas gotas de colostro. Mas isso não mata a fome do bebê, então é necessário complementar com Nan. E por incrivel que pareça, os bebês sabem tomar leite no copinho!
Levamos tudo o que a maternidade solicitou, como você pode ver nesse post e foi muito útil. Mas esses 3 dias lá, são literalmente um teste de paciência. Só consegui saber quem eu era, quando cheguei em casa com aquela pequena no colo. E adivinha o que me perguntava? “E agora?”
    E agora?
Agora é ser forte e acompanhar todas os movimentos dela, respiração, choro e sons.
Nesse exato momento, ela está no moisés ao lado da cama e estou apenas prestando atenção nos sons que ela produz. Dizem que a audição e faro dos cachorros são muito superiores ao dos seres humanos, mas posso te dizer que depois que ela nasceu eu consigo escutar até uma agulha caindo no chão. E sentir o cheiro de cocô a 10m de distancia!
Mentira, o cocô cheira litetalmente a leite, mas qualquer resmungo nós ja ficamos atentos.
    3 primeiros dias em casa…
A coisa mais deliciosa disso tudo, é poder sentir o cheirinho desse ser, e saber que há um pouco de você ali também.
Mas vou ser sincero, não é facil. Sei que todo mundo diz a mesma coisa, e vou dizer novamente: NÃO É FÁCIL.
O choro não é fácil, a falta de conhecimento não é fácil, a falta de tempo não é fácil, enfim… realmente, nada fica fácil. Principalmente quando você acorda de 1 em 1 hora sem saber o que realmente fazer. Mas não somos os únicos, nem os últimos e muito menos somos os primeiros.
Quando o seu bebê nascer, apenas siga seus instintos. O fluxo da vida tem seu curso certo e você sempre vai saber o que fazer. Mas tenha paciência, pois é o que você mais vai precisar além de AMOR.
E o mais importante, ajude sua esposa com os afazeres da casa. Ontem lavei a louça e o quintal no frio, então fazer comida é de menos. Pois como dizem, esposa infeliz; casamento infeliz. Hehe.
Você pode ver abaixo algumas fotos e também o vídeo mostrando a hora do nascimento da Helena. 🙂

Comments

comments

+ Sem comentários ainda

Comente!