186 dias, 4464 horas e 267840 minutos…

186 dias, 4464 horas e 267840 minutos…


Faz tempo que não escrevo, mas precisava falar sobre esse meio ano de uma nova vida na minha vida. Pode ter certeza, não é as mil maravilhas. Mas cada dia, vale muito mais a pena com todas as dificuldades, comparado com a vida simples que eu tinha antes da chegada dela.
    Hoje em dia…
Vou começar falando sobre como tudo está hoje. Ela tá uma delícia, safada, cachorra e sem vergonha! Cada dia mais esperta, simpática, carinhosa e amorosa. Ela retribui sorrisos e tudo o que pega, quer colocar na boca por causa dos dentinhos que estão chegando! Ela ri, brinca, gargalha e se diverte com simples coisas! Um barulho, um espirro, um bocejo, uma tosse ou uma mordida :B. Tá gostando mais de assistir desenhos (Backyardigans) e entrou em uma rotina própria. Dorme as 23, acorda as 3 e as 7 pra mamar e dorme de novo. Acorda as 9 e dorme ao meio dia. Acorda as 14 e dorme as 18hs. Acorda as 19hs e dorme as 23. Todo dia é esse ciclo.
    Leite?
Ela fez 6 meses dia 1 de Fevereiro e está já na fase 2 do leite. Começamos com NAN, trocamos por Nestogeno por ser mais barato e agora conseguimos comprar o Aptamil (ostentação), pois é o mesmo preço do Nestogeno na fase 2. Infelizmente ela desmamou quando teve que ficar 1 semana na escolinha/hotel e não quis mais o peito. 🙁
aptamil-2-papai-de-menina-leite
    Introdução alimentar…
Começamos a introdução alimentar no quinto mês com frutas como lichia, mamão, banana, pêra, ameixa e pêssego em pouca quantidade. No finalzinho do quinto mês começamos com as papinhas salgadas, liberado pela pediatra. Helena adorou! E tudo quanto é comida agora ela quer.. mas sempre optamos por frutas quando não está na hora da papinha e damos muita água, pois ela sua muito! E pelo menos de 2 em 2 hs é aconselhável dar água pra não desidratar, além de que, o leite dá sede!
    Preocupações…
O que mais me preocupou nesses 6 meses, foram as vacinas e os cuidados, que dispertaram a sensibilidade de conseguir identificar o que ela tá querendo. Incrivelmente, é sério, e quando eu digo incrivelmente é porque realmente é algo incrível (kkk!), você aprende a saber o tipo de choro de fome, de dor, de sono, de chatisse.. e sabe exatamente o que fazer em cada situação!
Mas voltando as vacinas.. Olha, é doloroso escutar o choro de dor do seu bebê.. Saber que é pro bem dele, e ainda sim ter que se manter firme. Não sou um pai fracóte, no entanto que tentei ir em quase todas as vacinas, e só não pude ir em uma por compromisso com o trabalho. Mas sempre estive ali, presente.. em todas as consultas, em todos os ultrassons e em quase todas as vacinas! Felizmente tenho trabalho, e infelizmente fico o dia inteiro longe. Já que não posso acompanhar o dia todo, pelo menos tento participar de tudo o que envolve ela.

    Soninho…

Antes Helena dormia no colo, de ladinho.. gostoso nos meus braços.. Hoje ela não quer mais! Gosta de dormir no colchão, de ladinho e com alguém por perto pra ela fazer carinho.. e pra que também façam carinho nela até adormecer. Vê se posso com isso!
     Os 6 meses…
Olha, o que mais me impressiona nesse tempo é notar a evolução da inteligência, e como a percepção melhorou muito referente aos fatos ao redor dela. Ela sabe que se algo vir rápido no rosto dela é pra fechar os olhos. Sabe já o significado de “dedê”. Entende um pouco o que é certo ou errado, e quando tiramos algo de mão dela, da qual ela ta adorando brincar, já abre o berreiro. Fico pensando como ela aprendeu essas coisas, se não ensinamos? Imagino que seja por observar. Ela olha tudo ao redor, encara das pessoas e tira suas próprias conclusões de como acha que as coisas funcionam.
Prestar atenção no crescimento dela em 6 meses, e comparar com o primeiro mês é algo assustador e ao mesmo tempo confortante. Saber que ela está com saúde me deixa realizado, e fazer comparações como peso, altura e inteligência chega a ser divertido. Você percebe a evolução da coordenação motora e chega até a cogitar a possibilidade do bebê ser canhoto ou destro. No caso da Helena, ela sente mais segurança em segurar tudo com a mão esquerda, mas também usa a mão direita pra algumas funções.
Hoje ela já está conseguindo sentar quase sem ajuda e já consegue tirar a fralda sozinha (mas só pra fazer arruaça!). Desde quando ela nasceu, sempre foi bem durinha e a coluna sempre teve uma boa sustentação, mas só agora que conseguiu manter um pouco mais de equilíbrio.
Aos pais que visitam e gostam do blog, eu ressalto, não é fácil e vocês precisam SIM participar. Quando sua companheira comentar sobre algo que você perdeu pela primeira vez, vai te bater um arrependimento sem igual. Então, participem ou tentem participar de tudo… a dificuldade é recompensada com sorrisos, cheiros, carinhos e olhares do seu bebê. Algum dinheiro paga essas coisas?
Mas enfim, de tudo isso, saber que ao chegar em casa ela vai estar esperando.. e quando me ver, vai soltar uns sorrisos tímidos e depois me dar carinho, não tem preço. Não trocaria por nada, e sei que cada fase vai ser uma fase. Hoje ela senta e abraça quando abraçamos, e amanhã já pode estar andando e correndo pra abraçar. Não tem como não ficar ansioso! Espero viver muito pra conseguir viver tudo o que posso viver, com ela.
Helena Catharina, papai te ama muito.. e sempre digo isso baixinho no seu ouvido.
Créditos da foto: http://tiny-bean-photography.com/6-month-beauty-ada-jane-baby-photography-washington-county-pa/

Comments

comments

+ Sem comentários ainda

Comente!